sábado, 2 de junho de 2012

HOTEL BRASIL



                       
Na esquina da Avenida Jerônimo Gonçalves com a Rua General Osório, está localizado o Hotel Brasil. Construído em 1930, o prédio é considerado um dos cartões postais de Ribeirão Preto e conhecido por ter hospedado autoridades políticas, membros de associações internacionais e clubes como Boca Juniors e River Plate, entre os anos 1930 e 1955. 

O imóvel é tombado pelo Conselho de Preservação do Patrimônio Artístico e Cultural (Conppac), mas sofre com a ação do tempo e a falta de projetos que visam à ocupação do local, uma vez que ainda não há respostas dos proprietários em relação à revitalização do local.

O hotel é um dos 46 bens que compõem uma lista de prédios históricos relacionados pelo Conppac que aguardam projetos de revitalização para a preservação da arquitetura e difusão cultural e histórica.

Riqueza de Ribeirão Preto
O Hotel Brasil faz parte da história de famílias importantes para Ribeirão Preto, o projeto de construção inicial do imóvel é de Vicente Viccari com a colaboração do engenheiro Antônio Soares Romêo.

Com o falecimento de Viccari o prédio do hotel foi legado em herança para sua filha, casada com Pedro Moschini que permutou o prédio com Pedro Biagi, em troca de três imóveis da Vila Amélia e uma chácara. No final da década de 1980 o prédio do hotel foi vendido para o empresário Maurício Marcondes de Oliveira.

O Hotel Brasil foi arrendado ainda nos anos 1930 por José Antonio Chinez, imigrante chinês. Posteriormente foi arrendado por Pedro Sinivaldi, imigrante italiano e, Antonio Sacramento, imigrante português que locou o hotel até o ano de 1945. Em seguida os irmãos da família Belíssimo: José, Felipe e Antonio permaneceram a frente dos negócios até falecerem. Mais tarde, os filhos de Antonio Belíssimo, Paulo, José e Luiz ficaram como sucessores do arrendamento até o ano de 1982. O último locatário do Hotel Brasil foi o Sr. Sebastião Gualberto Machado e seus filhos Marco e João Gualberto proprietários da organização Hoteleira Machado de Campos Ltda.
Informações: Arquivo Público e Histórico de Ribeirão Preto

Nenhum comentário:

Postar um comentário